k [GRIFO NOSSO] - Recortes do Moura - UOL Blog

[GRIFO NOSSO] - Recortes do Moura


Sábado , 02 de Setembro de 2006


Até a cor da TV

"A Galera Medonha! A Hora do Espanto! Tem um chamado Oreia: 'Oreia, o que houve a população'. Esse não aprendeu português de ouvido, aprendeu pelas oreia! E em Santa Tereza do Oeste, Paraná: 'Sentado, em pé ou de croque vote no Roque'. Esse aprendeu português de croque! Tão assaltando a gramática.

 

E um amigo meu foi assistir ao hilário eleitoral, e sumiu a cor da TV. Tão roubando até a cor da TV. Pior aquele candidato que foi preso dando golpe do bilhete premiado. Não pode! Não pode roubar antes de ter mandato para isso. Rarará. É mole?"

 

José Simão. O POVO, Fortaleza, 02 set. 2006,  11:53, excerto, grifo nosso.

 

Escrito por Moura às 16:46
[ ] [ envie esta mensagem ]

Hilário Eleitoral Gratuito II


Candidato do PFL é mais um representante do povo nordestino. Devidamente uniformizados e com admirável sincronia, os garçons amigos do candidato falam em uníssono sotaque: "Os garçons e povo nordestino apoiam Chagas Martins".

 

 

 

 



Edson Santos, candidado a deputado federal pelo PT, não parece com o ator Bill Duke - o Sargento Mac Eliot do filme "O Predador"?

 

 

 

 


Do candidato a deputado federal pelo PSDC: "Dr. Fernando Medeiros é médico e tem as mãos limpas. Você sabe, a política está doente. Eu tenho a cura. Cura para os corruptos, para os sanguessugas e aproveitadores".

 
Só não tema cura para o mau português de seus assessores... Na legenda que passa abaixo da imagem do candidato aparece um "i" a mais na palavra "corruptos".


 

Escrito por Moura às 14:06
[ ] [ envie esta mensagem ]

Hilário Eleitoral Gratuito I

Marselhesa


Carlos Masello, candidato a deputado estadual pelo PFL: "Sou candidato, consciente da missão de continuar lutando por mais liberdade , igualdade e fraternidade".


Com os ideais da Revolução Francesa, só faltou a Marselhesa como música de fundo.

 

 

Esmola


O Coronel Rabello, do PFL: "Povo do Rio, chega de esmola. Emprego, emprego, emprego!".


Somos um povo de pedintes?

 

 

Rima


Candidata do PMDB: "De janeiro a janeiro, Eliana Ribeiro".


Rima pobre, dona Eliana.

 

 

Pé no chão


Claudinho Pé no Chão, do PFL, e mais uma rima pobre: "25, um, sete, dois, não deixe pra depois".

 

 

Conversa


Dica, do PMDB, sobre seu compromisso de investir na saúde: "Todos os dias da semana, todas as semanas do mês e todos os meses do ano".


Falando é bonito, mas e o recesso parlamentar?

 

 

Interesses


Aurélio Marques, do PMDB: "Conto com o seu voto para continuar trabalhando [...]. Principalmente representando os interesses do nosso querido eleitor".


Se os interesses do eleitor são os principais, é porque ele também lutará por interesses que não sejam os do eleitor?

 

 

Trava-língua


Gazinho, candidato a deputado federal pelo PT do B: "Quero seu voto para propor um poder preventivo no combate à violência".


O candidato quase enrolou a língua para falar.


 

Escrito por Moura às 14:06
[ ] [ envie esta mensagem ]

Sexta-feira , 01 de Setembro de 2006


Cadelinha revistada

Mãos ao alto, totó!


Quarta à noite, PMs de uma blitz na Avenida Niemeyer, em São Conrado, no Rio, revistaram, acredite, a poodle de 5kg e 25cm de um professor universitário.


O rapaz ficou retido ali meia hora. Só foi liberado após tirar os sapatos, as calças e ver sua cadelinha Nala revistada, para a risada de outros motoristas.

 

Ancelmo Góis. O GLOBO, 01 set. 2006, grifo nosso.

 

Escrito por Moura às 09:03
[ ] [ envie esta mensagem ]

Um ET solto no Nordeste

Alckmin é 'da elite', diz ex-presidente, candidato ao Senado

 

Depois de gravar o seu primeiro programa para o horário eleitoral, que vai ao ar hoje, o mais novo candidato ao Senado por Alagoas, o ex- presidente Fernando Collor de Mello, declarou seu voto para presidente da República:

 

- Vou votar na reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva porque ele é um nordestino.

 

Ao alegar que não guarda ressentimento do candidato do PT, o ex-presidente, afastado por impeachment em 1992, justificou a sua opção eleitoral:

 

- Lula conhece bem as raízes do nosso povo, as carências, e tem agido rapidamente no sentido de resolver os problemas do Nordeste.

 

- O outro candidato, Geraldo Alckmin, está muito distante do Nordeste, faz parte da elite. Se colocar Alckmin solto no Nordeste, vai parecer com um ET.

 

Collor anuncia voto em Lula 'por ser nordestino'. O GLOBO, Rio de Janeiro, 01 set. 2006, excerto, grifo nosso.

 


Escrito por Moura às 08:55
[ ] [ envie esta mensagem ]

O mala que só promete bolsa

"Adorei a candidata do RJ: 'Pelos idoso e pelos animau, Superzefa para federal. Vote 7001: sete, dois ovo e um pau'.


Rarará!

 

E tem aquele outro: 'Não sou político profissional. Vivo do meu trabalho'. E, se eleito, passa a viver do NOSSO trabalho!


E o Alckmin Picolé de Chuchu? Como é que o povo fica gritando 'Acorda Gerardo', se ele é anestesista? É verdade, é formado em anestesia. O Geraldo tá anestesialdo! E o Lulalelé é um mala que só promete bolsa!

 

E o Quércia tá parecendo um Frankstein. É só colocar um parafuso atravessado na cabeça! Franksquércia!

 

E tem o Zé Gaiola, único candidato que já vem preso! E tem uma amiga minha, Lenora de Barros, que tá lançando a campanha: ANULALÁ! Rarará! Sabe o que quer dizer PIB? Pobreza Individual do Brasileiro!


É mole?"

 

José Simão. O POVO, Fortaleza, 01 set. 2006,  09:17, excerto, grifo nosso.

 

Escrito por Moura às 08:45
[ ] [ envie esta mensagem ]

TV Zona Eleitoral

O ataque dos clones

 

Um incrível caso de clonagem humana foi tramado nas fileiras do Partido Social Cristão. Reparem nas fotos a perfeição do trabalho científico que criou uma réplica exata de uma das candidatas a deputada federal do PSC. Vestidas com o mesmo figurino vermelho, e a mesma flor na lapela, as duas foram apresentadas com nomes diferentes, em seqüência. Rosa Fernandes ou Liana? Se o eleitor ainda não enlouqueceu na frente da TV, está quase lá.

 

Fechem as portas e coloquem as crianças para dentro. O candidato Ivan Arcanjo, do PL, anuncia o seu bordão: “Chegou o treme-terra!”.

 

E está aberto o incrível concurso ‘Lé com Cré’ nas Eleições 2006. O primeiro candidato é Sidnei Neguetão (PPS), que afirma: “O charme, a dança de salão e os bombeiros querem levar você a pensar no futuro”.

 

O DIA On-Line - 01 set. 2006 - 00:12:00 [grifo nosso]

 

* * * * * * * * * *

 

Nesse dia eu não estava assistindo atento e não notei as duas (duas?) candidatas.

Escrito por Moura às 08:22
[ ] [ envie esta mensagem ]

Quarta-feira , 30 de Agosto de 2006


Hilário Eleitoral Gratuito II

Jorge Babu: "A pedido do povo carioca, vou transformar o feriado de São Jorge em estadual".

O povo carioca (carioca = do município do RJ) já tem o feriado. Se a promessa agora é que ele seja estadual, quem deve estar pedindo é o povo fluminense (fluminense = do estado do RJ).

 

 


 

 

Se o candidato Jorge Babu se apega a São Jorge, Pedro Augusto apela para a imagem de Nossa Senhora Aparecida, de olho nos votos de seus devotos.

Como no período pré-carnavalesco, o arcebispo do Rio de Janeiro deveria se manifestar sobre o uso das imagens.

Escrito por Moura às 14:38
[ ] [ envie esta mensagem ]

Hilário Eleitoral Gratuito I

Agamenon de Almeida. Depois do Didi Chapéu de Couro, mas um caracterizado representante dos retirantes nordestinos.

 

 

 

 

 

 


 

 

Propaganda da candidatura de Eduardo Paes ao governo do estado do RJ: A narração foi correta, mas a escrita foi um desastre. "Insenção" pegou muito mal. É ISENÇÃO, meus queridos!

 

 

 

 

 


 

 

O candidato Alan Pereira diz o seguinte: "Tá cansado de violência no estado do Rio? Se as crianças que hoje carregam armas tivessem sido planejadas por suas famílias, teriam um papel bem diferente na sociedade. Controle de natalidade já!".

Então fica combinado: Planejem seus filhos e eles nunca pegarão em armas. Bahhh!

 

 

 

  


 

 

O candidato Sancler Mello faz um gesto consagrado pela atriz Ana Paula Arósio no comercial da Embratel. É que o número de candidatura dele termina com 21.

Confesso que não entendi o gesto logo na primeira vez que vi.

Escrito por Moura às 14:24
[ ] [ envie esta mensagem ]

Barrichello candidato

José Simão, na sua coluna, fala de candidatos "figuraças" pelo Brasil. Tirando os "re-impublicáveis", destaco este:

"E no Paraná: 'Barrichello: vai limpar a política brasileira'. Se ele for ágil como o xará, vai levar 300 anos pra limpar!"

José Simão. O POVO, Fortaleza, 30 ago. 2006,  09:24, grifo nosso.
 

Escrito por Moura às 10:42
[ ] [ envie esta mensagem ]

TV Zona Eleitoral

Didi Chapéu de Couro saiu primeiro aqui nesse humilde blog; e agora no conceituado jornal O DIA. Ele merece... Que figura!

 

* * * * * * * * * *

 

Cabra da peste

 

- Provável herdeiro de Lampião, Didi Chapéu de Couro (PDT) quer chegar ao Congresso. Como personagem foragido das páginas do cordel, apresenta proposta brilhante: "Com a moeda de ouro, vamos nos tornar o maior país do mundo".

 

- Mas que fofo: Heloísa Helena apareceu ontem num desenho animado na pele de uma das Meninas Superpoderosas, voando e carregando um cartaz com o número da conta que recebe doações à campanha. Seria Lindinha, Docinho ou Florzinha?

  

E lá vem Maria Camardella, do PL: "Pra mim ser deputada federal...". Esquece, vou ver novela.

 

O DIA On-Line - 30 ago. 2006 - 00:24:00 [grifo nosso]

 

 

Escrito por Moura às 09:29
[ ] [ envie esta mensagem ]

Pimentinha, fofinha, cheirosinha e limpinha

Da senadora e candidata a presidente, Heloísa Helena, ontem, em entrevista ao jornal O GLOBO:

 

GUARDA-ROUPA

 

JOAQUIM FERREIRA DOS SANTOS: Por que a senhora usa sempre a mesma roupa? Qual a mensagem?

 

HELOÍSA HELENA: Você vai morrer do coração com uma coisa que vou lhe dizer. É porque eu sou fofinha, cheirosinha, limpinha, para matar de inveja quem acha que não. Quem usa branco está frito, qualquer coisinha suja logo. É pura mania mesmo. Eu gosto. Imagina, eu sou espoleta - só na rua, viu? Porque de perto sou normal e boazinha -, imagina se eu andasse com roupa vermelha? [...].

 

ALCKMIN

 

JORGE BASTOS MORENO: O que seria essa "coisa do Alckmin"?

 

HELOÍSA HELENA:É porque eu cheguei em Sorocaba, dois senhores me chamaram e brincaram, dizendo que de um lado é picolé de chuchu, do outro, a abobrinha. E tem que ter a pimentinha na história.

 

GATO POR LEBRE

 

ARTHUR DAPIEVE: A senhora falou que programa de partido é uma coisa e de governo é outra. O eleitor estará sempre condenado, no Brasil, a comprar gato por lebre?

 

HELOÍSA HELENA: No meu caso não. Não estou vendendo nem gato nem gata. Nem lebre nem lebra. No meu caso estou apresentando o que eu sou. Ao contrário dos outros, que deixam a surpresa, a safadesazinha política para depois que ganha a eleição, eu não. Até porque quando acredito numa coisa, não vou ter medo de defender. Como dizia o velho Oscar Wilde, não confie numa mulher que diz a idade porque ela é capaz de dizer qualquer coisa. Eu digo logo a minha idade (44 anos), porque sou capaz de dizer qualquer coisa e jamais iria negar o que acreditasse, mas não posso mentir. [...]

 

Fonte: O GLOBO, Rio de Janeiro, 30 ago. 2006, grifo nosso.

 

* * * * * * * * * *

 

Na íntegra da entrevista foram 23 inhas/inhos; já descontado o "abobrinha", que é mesmo o nome do legume.

 

Escrito por Moura às 09:23
[ ] [ envie esta mensagem ]

Terça-feira , 29 de Agosto de 2006


Hilário Eleitoral Gratuito

- O candidato Manoel Ferreira e o Mestre do Magos do desenho animado Caverna do Dragão...

 

 

 

 

 

 

 


 

- O candidato Índio da Costa e o ator Marcelo Antony...

 

Qualquer semelhança é mera coincidência.

 

 

 

 

 

 


 

- O candidato Junqueira, de macacão e ferramenta. O "socorrista número um", ele diz ser.

 

Bom para os negócios. Não acham? Isso que eu chamo de propaganda gratuita.

 

 

 

 


 

- O candidato Didi Chapéu de Couro -  que na verdade se chama Erudílio, e é militar reformado. Com todo esse visual, ele diz: "Com a moeda de ouro nós vamos nos tornar o maior país do mundo".

 

Alguém sabe o que ele quis dizer? Eu só consegui lembrar do Tio Patinhas e sua moedinha número um.

Escrito por Moura às 15:52
[ ] [ envie esta mensagem ]

TV Zona Eleitoral

Heroína Bizarra
 
É um pássaro com gripe aviária? É um Fokker 100 da TAM sem porta? Não, é a Super-Zefa, vinda sabe-se lá de que planeta. Candidata a deputada federal pelo PTdoB, tem nas mãos um frango depenado de borracha e um cachorro, e na cabeça um chapéu de girassol. “Pelas ‘criança’, pelos ‘idoso’ e pelos ‘animal’!”, afirma, antes de completar a rima rica, em alusão a seu número, o 7001: “É Zefa federal, um sete, dois ‘ovo’ e um pau!”.
 

 

Pedro Landim
O DIA On-Line - 25 ago. 2006 - 11:42:00

 

Escrito por Moura às 15:21
[ ] [ envie esta mensagem ]

Gafe petista no restaurante

Cor partidária

 

Em 1996, o PSDB organizou almoço em uma churrascaria de Londrina (PR) para celebrar aliança com o PT no segundo turno da eleição municipal. A casa adotava o modelo em que o círculo verde posto sobre a mesa indica que o cliente quer ser servido, e o vermelho, que não. Na mesa, ao lado das autoridades, os assessores petistas começaram a se irritar com os garçons:


-Não vem carne para a gente?-reclamou um deles.


O gerente da churrascaria foi à mesa esclarecer:


-Vocês não viraram o cartão do vermelho para o verde.


Sem graça, o assessor tentou se explicar:


-Desculpe. Achei que tinham identificado a mesa com a marca vermelha porque a gente é do PT.

 

Painel. Folha de S. Paulo, 29 ago. 2006, grifo nosso.

 

Escrito por Moura às 10:47
[ ] [ envie esta mensagem ]

"Atraso será mantido em nome do progresso"


A reunião dos intelectuais e artistas com Lula, no Rio, destampou a panela da verdade. Quando dizem: "Os fins justificam os meios, mensalão não é crime" ou "Não estou preocupado com a ética do PT nem com qualquer ética. Isso não interessa; eu acho que o PT fez o que tem de fazer para governar o país...", esses bravos criadores de arte e pensamento estão trazendo à luz do dia, num ato falho espetacular, a verdadeira ideologia que orienta o PT.

 

Os petistas do governo ficam enrolando e, aí, vêm uns artistas ingênuos e abrem o jogo cuidadosamente escondido. Prestaram um serviço à verdade, porque muita gente boa repete, como robôs do Lula: "Sempre foi assim, corrupção endêmica, sobras de campanha, houve erros éticos, todos os partidos fizeram isso..."

 

Esta falsa explicação é enlouquecedora, porque ilude, elide a verdade meridiana que é a seguinte: não foi apenas um desvio "ético" ou uma "roubalheira tradicional". Não. Foi um plano armado para mudar o Estado por dentro, por um bando de sujeitos que se consideram "superiores" a nós, com a "missão" de usar a democracia para apodrecê-la. Ideólogos ignorantes e narcisistas tentaram mais uma "revolução" ridícula, que não rolou. Aliás, erram sempre e continuarão a errar. No entanto, é espantoso que gente que estudou e que come continue a achar que foi "caixa 2 ou desvio ético de alguns companheiros". A barra foi muito mais pesada. E pode voltar a ser.

 

[...]

 

Sempre houve corrupção no Brasil? Claro que sim, mas o ladrão tradicional sabia-se ladrão, roubava em causa própria e se escondia pelos cantos para não ser flagrado. Os ladrões desse governo roubam de testa erguida, como se estivessem fazendo uma "ação revolucionária". Dizer que "sempre foi assim" é burrice ou má-fé.

 

SEGUNDO TEMPO

 

Não tem papo: Lula está reeleito. E, num segundo mandato, haverá uma obstinada tentativa de desmanchar os escândalos do chamado mensalão, desde os dólares na cueca até a morte de Celso Daniel e Toninho do PT, como já insinuam, dizendo que são "mentiras sobre supostos crimes sem comprovação...".

 

As chamadas "forças populares", que ocupam os 40 mil postos no Estado aparelhado, permanecerão nas "boquinhas" [...].

 

Arnaldo Jabor. Burrice no poder chama-se fascismo. O GLOBO, Rio de Janeiro, 29 ago. 2006, grifo nosso.


Escrito por Moura às 10:43
[ ] [ envie esta mensagem ]

Lula 2015, nos braços do povo?

"O projeto "Lula, 20 anos" passa pela eleição de Lula para um terceiro mandato em 2015. Calma! Não é brincadeira, não! O homem, que já não é um poço de humildade, está com o ego na Lua diante da possibilidade concreta de vitória no primeiro turno e sonha longe. O céu é o limite.


Ao martelar, via ministros, deputados e assessores, que está disposto a passar a faixa presidencial de mão beijada para José Serra ou principalmente para Aécio Neves em 2010, Lula não deixa dúvidas. O tal "pacto nacional", que passa a incluir o fim da reeleição, com a volta de mandato de cinco anos, só pode ser para isso: o terceiro mandato[...]".

 

Eliane Cantanhede. Folha de S. Paulo, 29 ago. 2006, grifo nosso.


 

Escrito por Moura às 10:36
[ ] [ envie esta mensagem ]

Nojo de política

Do senador e candidato a presidente, Cristovam Buarque, ontem, em entrevista ao jornal O GLOBO:

 

- Estamos vivendo um momento eleitoral em que uma parte da população está com nojo, asco da política. Havia um tempo em que se dizia "rouba, mas faz". Hoje se diz "rouba, mas é dos nossos".


 

Mais da entrevista:

 


PERSPECTIVA DE DERROTA

 

JOÃO UBALDO RIBEIRO: O senhor se considera com possibilidades concretas de ganhar a eleição? Caso afirmativo, por quê? Caso negativo, por que o senhor está pedindo votos?


CRISTOVAM
: Tenho possibilidade. Podem até morrer todos os outros candidatos (risos). Você pode ser candidato sem ser necessariamente para ganhar. Sou um guerrilheiro. Guerrilheiro não faz guerrilha apenas para ganhar eleição, mas para defender posições. Estou erguendo bandeiras que eu herdei. Como desejo de todo o coração que nenhum deles morra, a chance de eu vencer é pequena, mesmo que meus assessores me digam que eu não deva fazer isso. Algumas coisas numa campanha a gente não pode perder: o humor, o eixo da proposta, a linha da barriga e a dignidade. Um cara com 1% que vem falar em ganhar perde a dignidade. Eu já sou vitorioso em algumas coisas. Estar aqui com vocês, falando sobre revolução e colocando educação na boca dos outros candidatos já é uma vitória. Não acho que vou ganhar essa eleição eleitoralmente, mas politicamente vou. Além disso, sou o único que já ganhou a eleição, porque no dia 8 de outubro estarei no Senado. É uma vitória sobretudo histórica (O GLOBO, Rio de Janeiro, 29 ago. 2006)".


 

Escrito por Moura às 10:33
[ ] [ envie esta mensagem ]

O outro lado


Paulo Betti, o ator, insiste em dizer que fez só uma constatação, e não aprovou uma prática, ao dizer que "política se faz com as mãos sujas":
- A frase, retirada da circunstância, e incompleta, gerou polêmica. Quero deixar claro que condeno toda a prática ilícita.

 

Ancelmo Góis. O GLOBO, 29 ago. 2006, grifo nosso.

 

Escrito por Moura às 10:26
[ ] [ envie esta mensagem ]

Segunda-feira , 28 de Agosto de 2006


Massa e Galvão

Felipe Massa conquistou ontem sua primeira vitória na Fórmula 1. E de ponta a ponta, não precisou da ajuda de ninguém.

 

Schumacher voltou a fazer barbeiragens, ficou atrás de Alonso, embora a perseguição total. Está na hora de parar, deixar a vaga na Ferrari com o brasileiro.

 

A corrida foi em Istambul, mas Galvão Bueno transmitiu de São Paulo mesmo. Nenhuma novidade.

 

Exatamente há 20 anos, em 1986, Galvão estreava como narrador da Copa do Mundo e da Fórmula 1, substituindo Luciano do Vale, injustiçado.

 

Como coincidiram os dois espetáculos, Galvão, que estava em Guadalajara, México, transmitiu de lá mesmo a Fórmula 1, que se realizava na Holanda.

 

Ontem, Galvão torcia tanto por Schumacher que falou: "Cada volta da pista tem 5 MIL QUILÔMETROS". Ha! Ha! Ha!.


 

Helio Fernandes. Rio de janeiro, Tribuna da Imprensa, 28 ago. 2006, grifo nosso.

 

Escrito por Moura às 10:40
[ ] [ envie esta mensagem ]

Descobridor de "talentos"

Bola fora


Fernando Gabeira (PV-RJ) e Chico Alencar (PSOL-RJ) faziam graça com Aldo Rebelo (PC do B-SP) a propósito da propaganda de Carlos Nader (PL-RJ) em que o presidente da Câmara faz elogios ao deputado sanguessuga.


- Já pedi para ele não usar mais!-, lamentou Aldo.


- É, mas seu discurso de que Nader é "uma grata revelação da nova geração de deputados" continua no ar-, respondeu Alencar, secundado por Gabeira:


- Você fracassou como descobridor de talentos.


- Se o Dunga se inspirar em você para renovar a seleção, adeus Copa de 2010-, arrematou Alencar.

 

Folha de S. Paulo, 28 ago. 2006, grifo nosso.

 

Escrito por Moura às 10:28
[ ] [ envie esta mensagem ]

Frases da semana (passada)

Entre as "Frases da Semana" publicadas ontem n'O GLOBO, na página 02, estavam as afirmativas do campositor Wagner Tiso ("Não estou preocupado com ética do PT ou com qualquer tipo de ética") e do ator Paulo Betti ("Política não existe sem mãos sujas. Não dá para fazer política sem botar a mão na merda"), proferidas após o encontro de intelectuais com Lula no Rio de Janeiro semana passada e postadas aqui três dias depois, na sexta-feira.


O GLOBO ainda publicou, no mesmo domingo, uma página inteira (31x54cm da página 08) com declarações de artistas empresá
rios e acadêmicos condenando as afirmativas de Tiso e Betti. O título da reportagem era "Onde está a ética?".


O que cantor Lobão disse: "[...] Diz
er que ética não importa é a brecha para o fim do mundo. Se abre um precedente desses, todo mundo se acha com direito. O Hitler, se pegasse essa brecha..." (O GLOBO, Rio de Janeiro, 27 ago. 2006. p. 08, grifo nosso).

 

A propósito, Ancelmo Gois publicou hoje n'O GLOBO:

 

"Lula volta a se reunir hoje com intelectuais, como fez na semana passada na casa de Gil, no Rio. Desta vez será em SP, às 18h30m, no Hotel Sofitel.
Espera-se que não haja nova sessão de tortura à ética".

 

Da mesma coluna:

 

"As voltas que o...


Nem sempre Paulo Betti foi, digamos, compreensivo com maracutaias no governo. Em julho de 1992, o ator participou da fundação do movimento "Ética na Política", do saudoso Betinho" (O GLOBO, 22 ago. 2006, grifo nosso).


 

Escrito por Moura às 09:31
[ ] [ envie esta mensagem ]



DEIXE SEU COMENTÁRIO


Visitante Número

Google
GRIFO NOSSO

Web

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Homem, de 26 a 35 anos

Histórico

Outros Sites







JORNAIS DE HOJE










Blog do Ancelmo Gois Papo de Pão-duro GRIFO NOSSO - Os recortes do Moura


KR7 Sr. Hype Tiopunk.com GRIFO NOSSO - Os recortes do Moura





eXTReMe Tracker