k [GRIFO NOSSO] - Recortes do Moura - UOL Blog

[GRIFO NOSSO] - Recortes do Moura


Sábado , 30 de Setembro de 2006


Tempos de medo


Aconteceu quinta, por volta de 19h15m, no Espaço Unibanco 3, no Rio, durante a exibição de “Ponto de encontro”, que fala sobre a questão palestina.

 

Um espectador foi ao banheiro e deixou a mochila. Duas senhorinhas imaginaram que era uma bomba e saíram em busca do gerente. Quando o dono da mochila voltou, mostrou que eram apenas chocolates.

 

 

Bola laranja


No debate na Globo, quinta à noite no Projac, cada candidato a presidente ganhou um crachá com um adesivo de uma cor.

 

O de Heloísa Helena, do PSOL, era laranja. O deputado Chico Alencar soltou uma gracinha: — Logo o nosso adesivo é laranja? O do PT deveria ser amarelo porque o Lula amarelou.


Ancelmo Gois. O GLOBO, 30 set. 2006, grifo nosso.

 

Escrito por Moura às 07:15
[ ] [ envie esta mensagem ]

Sexta-feira , 29 de Setembro de 2006


Supernanny

"A nova temporada de 'Supernanny', do SBT, está sendo gravada nesta semana no Rio. A emissora tem investido pesado no programa. Contrataram até um dos motoristas mais caros de São Paulo para acompanhá-la no Rio durante as gravações".

 

Fabíola Reipert. Folha On-line, 29 set. 2006.

 

* * * * *

 

Supernanny no Rio de Janeiro?! Será que ela veio para "dar um jeito" no Garotinho?

 

Escrito por Moura às 10:07
[ ] [ envie esta mensagem ]

Ninguém agüenta mais


Ontem, no último programa de TV, Alckmin, depois de meses e meses de campanha, ainda estava sendo apresentado ao eleitor:


- Geraldo Alckmin, 53 anos...


Não trocou o disco.

 

 

Lula erudito


O último programa de Lula na TV foi embalado pela nona sinfonia de Beethoven com eleitores dando as mãos. Ao fundo, imagens de cidades brasileiras.


Em 2002, ele fechou a campanha com grávidas desfilando ao som de "Bolero", de Ravel, e Chico Buarque panfletando:


- Se você não mudar, o Brasil também não muda.

 

 

Assombração


No programa, Lula disse:


- Ouço as vozes, vejo as cores e sinto os passos desse Brasil que vem aí.

 

 

Liberdade para arte


O cancelamento em Berlim, para não magoar os muçulmanos, da ópera "Idomeneo", de Mozart, pode criar um precedente perigoso.


Na ABL, ontem, alguém lembrou que daqui a pouco a Espanha vai proibir a obra de seu maior escritor, Miguel de Cervantes, "que classifica Maomé de velhaco no Dom Quixote".

 

 

E a Itália?


Seu maior poeta, Dante Alighieri, na "Divina Comédia", situa Maomé para sempre num dos círculos do inferno.


Ancelmo Gois. O GLOBO, 29 set. 2006, grifo nosso.

 

Escrito por Moura às 10:04
[ ] [ envie esta mensagem ]

Quinta-feira , 28 de Setembro de 2006


Fala sério, Lula!

"O presidente da República não quis o debate com a sociedade brasileira".

 

Do candidato Lula em 1998  sobre o então presidente Fernando Henrique Cardoso, que, líder em todas as pesquisas de intenções de voto, depois de cálculos, evitou desgastes e decidiu não ir ao debate da TV Globo à época.

 

* * * * *

 

"Entre perder ou perder, Lula optou pelo certo em vez do duvidoso. A previsão é que a ausência no debate da Rede Globo lhe custe dois pontos já pré-contabilizados. A presença seria uma aposta de risco: no papel de vítima, poderia conter a sangria. Mas e se gaguejasse, se errasse, se irritasse? Na dúvida, preferiu o aconchego do lar: o comício em São Bernardo. [...]"

 

Eliane Cantanhede. Folha de S. Paulo, 29 set. 2006, excerto, grifo nosso.

 

* * * * *

 

Do presidente Lula, justificando a ausência no debate entre presidenciáveis na TV Globo:

 

 "Sou um dos políticos que mais participou de debates eleitorais neste país. No entanto, é fato público e notório o grau de virulência e desespero de alguns adversários, que estão deixando em segundo plano o debate de propostas e idéias, para se dedicar, quase exclusivamente, aos ataques gratuitos e agressões pessoais".



"Tenho demonstrado, em toda a minha vida, compromisso com os princípios democráticos e disposição para enfrentar qualquer tipo de debate".

 

"Não posso, porém, render-me à ação premeditada e articulada de alguns adversários que pretendiam transformar o debate desta noite em uma arena de grosserias e agressões, em um jogo de cartas marcadas".

 

"Sou um dos políticos que mais participou de debates eleitorais neste país"... Fala sério, presidente! Isso não é desculpa.

 

Tal como Fernando Henrique em 1998: Disputando a reeleição e à frente nas pesquisas, menosprezou os adversários faltando ao debate. Lula tucanou.


 

Escrito por Moura às 23:39
[ ] [ envie esta mensagem ]

Um brasileiro
 
Durante comício do PT em Jacareí, Mercadante e Suplicy, candidatos, respectivamente, ao governo e ao Senado, buscaram exaltar o passado de suas famílias no interior paulista. Em sua vez de falar, Lula foi na contramão:

- Eu não tenho parente nenhum aqui - declarou o presidente, para em seguida perguntar ao público:

- Quero saber se tem algum Mercadante nesta praça.

Silêncio total entre os presentes.

- E Suplicy?

De novo, nenhuma manifestação. Por fim:

- E Silva?

Para deleite de Lula, várias mãos se ergueram.

 

Painel. Folha de S. Paulo, 28 set. 2006, grifo nosso.

 

Escrito por Moura às 10:47
[ ] [ envie esta mensagem ]

Os ônibus

Na eleição de 2002, houve falta de ônibus em algumas capitais, por iniciativa de empresários locais. Agora está se falando na possibilidade disso acontecer novamente em alguns estados, sobretudo do Nordeste. Para deixar a pé eleitores de Lula ou de candidatos ao governo. O que não pode acontecer, por parte de nenhum candidato, a nenhum cargo, é oferecer transporte gratuito a eleitores. É crime eleitoral.


Tereza Cruvinel. O GLOBO On-line, 28 set. 2006, grifo nosso.

 

Escrito por Moura às 10:45
[ ] [ envie esta mensagem ]

Quarta-feira , 27 de Setembro de 2006


Big Brother

Outra matéria que li a pouco n' O GLOBO On-line: Transatlânticos oferecem 900 empregos para brasileiros.

 

Para se candidatar a vagas para garçons, garçonetes, bartender, cozinheiro e arrumadeira; e ganhar salários mensais entre US$ 700 e US$ 1.500 mensais, os candidatos devem comparecer num certo hotel do bairro da Glória, no Rio de Janeiro, levando, entre outros: um currículo em inglês, uma foto de rosto sorrindo e uma foto de corpo em traje social.

 

Parece até inscrição para o Big Brother. Faltou pedirem um vídeo criativo.

 

Sobre a matéria "Transatlânticos oferecem 900 empregos para brasileiros". Extra, 26 set. 2006 às 09h15min.


 

Escrito por Moura às 23:00
[ ] [ envie esta mensagem ]

Tortura não é brincadeira

Li a pouco n'O GLOBO On-line que dois alunos considerados mentores e executores de um trote violento na Universidade Federal de Uberlândia foram expulsos da mesma. Outros treze estudantes do curso de agronomia que tiveram participação em menor grau foram apenas suspensos por quatro meses letivos.

 

Em março deste ano, "eles obrigaram um calouro a se deitar, sem camisa, sobre um formigueiro". 

 

A vítima recebeu ao todo 250 picadas. Caso  ele fosse alérgico, apenas 10 seriam suficientes para matá-lo.

 

Sobre a matéria "Alunos envolvidos em trote violento são expulsos de universidade". O GLOBO, 27 set. 2006 às 14h31min.


 

Escrito por Moura às 22:47
[ ] [ envie esta mensagem ]

Brasil Decente

E o Alckmin Picolé de Chuchu? O Geraldo desmaiou na Paraíba. Dizem que ele desmaiou porque viu muito pobre!



Ai, um pobre. Puuuum, desfalece. O Geraldo está desmaialdo! Rarará!

 

E os tucanos fazendo aquele evento 'Por Um Brasil Decente'? MAIS ÉTICA NA DEMAGOGIA, por favor! Não existe virgem na zona!



Rarará!
 

 

José Simão. O POVO, Fortaleza, 27 set. 2006, excerto, grifo nosso.

 

Escrito por Moura às 17:08
[ ] [ envie esta mensagem ]

Terça-feira , 26 de Setembro de 2006


Churrasqueiro Trapalhão

E sabe qual o novo apelido do churrasqueiro do Lula? O Churrasqueiro Trapalhão: em vez de azedar o chuchu, fritou lula. Rarará!

E aí perguntaram pro Lula: 'Você viu o vídeo da Cicarelli?'. 'Não sei de nada! Não sabia de nada! Vou mandar a Polícia Federal investigar'. E essa piada pronta: 'Desativada área de inteligência do PT'. E TEM? Depois dessa burrada?

 

José Simão. O POVO, Fortaleza, 23 set. 2006, excerto.

 

* * * * *

 

Acabo de ouvir o José Simão na rádio Band News FM. Fazendo piada ele disse que já que o Lula se comparou a Cristo e a Tiradentes, ele deveria escolher se vai querer ser crucificado ou enforcado.

 

Outra: Que d. Marisa, a primeira-dama, é que se cuide; porque depois que não sobrar mais ninguém para o Lula colocar a culpa, será a vez dela.

 

Escrito por Moura às 10:15
[ ] [ envie esta mensagem ]

Amor no YouTube 


Daniella Cicarelli contratou ontem o advogado Michel Assef para processar algumas publicações.

 

Ela nega que tenha transado em Cádiz na Espanha. Diz que estava apenas namorando.

 

Ah, bom!

  

 

Tá faltando gente


O carioca não tem jeito. Faz gaiatice com tudo.

 

O camelô na esquina da Rua Sete de Setembro com Avenida Rio Branco que vende o Baralho do Mensalão, com Marcos Valério & cia., já recebia pedidos ontem para uma versão atualizada.

 

Estão faltando Freud, Gedimar, Valdebran...


Ancelmo Gois. O GLOBO On-line, 26 set. 2006, grifo nosso.

 

Escrito por Moura às 09:48
[ ] [ envie esta mensagem ]

O último a saber

"Jesus Cristo foi traído por um apóstolo, e já sabia que seria. Lula se diz traído por todos e sustenta nunca saber de nada."


Do deputado RICARDO BARROS (PP-PR), sobre o fato de o presidente Lula ter se comparado a Jesus Cristo, no domingo, em Sorocaba.

 

Painel. Folha de S. Paulo, 26 set. 2006, grifo nosso.

 

Escrito por Moura às 09:43
[ ] [ envie esta mensagem ]

FH: Lula não 'é Cristo, mas o demônio e temos que expulsá-lo'

 

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso rebateu nesta segunda-feira à noite, no evento "Por um Brasil Decente", no Clube Espéria, em São Paulo, a imagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à reeleição pelo PT, que no domingo se comparou a Cristo e disse que foi traído por companheiros do PT. Segundo FH, Lula não "é Cristo, mas o demônio e temos que expulsá-lo".

 

Plínio Teodoro e Márcio Falcão. O Globo On-line, 25 set. 2006 às 21h22m, excerto, grifo nosso.

 

 * * * * * *

 

Semana passada foi o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que chamou o presidente dos EUA, George Bush, de diabo. Agora foi o ex-presidente FHC chamando Lula de demônio. 

 

Cá entre nós, no caso brasileiro, numa expressão que minha mãe costuma usar, é o sujo falando do mal lavado.

 

Mas que o Lula pegou pesado, pegou.

 

Escrito por Moura às 09:41
[ ] [ envie esta mensagem ]

De Messias a mártir

Desmascarado só em 2005, o mensalão remete aos primórdios do governo Lula. Foi em 2003, o ano do desassombro, que a máquina petista instalada no poder perdeu o medo de ser feliz.


À sombra da popularidade de Lula, e preservada pela indulgência de quase toda a mídia, a realpolitik do PT orquestrada por José Dirceu passou a operar a todo vapor no primeiro ano de mandato. Conhecemos hoje parte da lambança. Mas a crônica pormenorizada de 2003, antes de Waldomiro Diniz se tornar quem é, ainda está por ser feita. Até porque aquele ano não terminou.


O envolvimento de figuras centrais das campanhas de Lula e Mercadante na negociação e compra do dossiê dos Vedoin denota um padrão de comportamento - não um desvio. Bastou a perspectiva de vitória no primeiro turno para que a vontade de desforra se traduzisse em delinquência. Entende-se melhor agora o significado da eleição de Berzoini no PT quando alguns pregavam a "refundação".


O governo Lula está, de um lado, enredado pelo gangsterismo sindical-partidário criado pelo PT; de outro, seu eventual segundo mandato parece refém do caciquismo corrupto do PMDB, que o presidente alimenta com leite de cabra.


Entre essas duas forças do atraso, mas como quem se vê acima delas, Lula reage como mártir às investidas finais da oposição. Radicaliza o discurso na direção do messianismo, cria para si fantasias de onipotência, flerta a sério com sandices. 
 

O ano que não terminou. Fernando de Barros e Silva. Folha de S. Paulo, 25 set. 2006, excerto, grifo nosso.

 

Escrito por Moura às 09:34
[ ] [ envie esta mensagem ]

Os aloprados de Lula

São Paulo, 25 (AE) - O presidente e candidato à reeleição pelo PT, Luiz Inácio Lula da Silva, responsabilizou hoje (25) o presidente nacional do partido e ex-coordenador de sua campanha, Ricardo Berzoini, pela contratação dos envolvidos na tentativa de compra do suposto dossiê que vincularia tucanos à máfia das sanguessugas. Na entrevista, Lula chamou os assessores ligados a esse escândalo de "um bando de aloprados".

"Assim que é a vida humana. Você escolhe um companheiro para determinada função. No caso do pessoal que cuidava da pseudo-inteligência da minha campanha nem fui eu que escolhi. Quem escolheu foi o presidente do partido, que era o coordenador da campanha eleitoral", disse Lula em entrevista concedida hoje às rádios Tupi do Rio e de São Paulo e à rádio Capital de São Paulo.

Lula disse, mais uma vez, que não errou na escolha dos assessores diretos. "Não admito que errei em escolher os meus pares. Ou seja, tem tanta gente que casa e depois de um ano descobre que a mulher não era a mulher ideal. Mas namorou seis, sete, oito, nove ou dez anos e depois descobre que não deu certo. Isso faz parte da vida", reiterou. A entrevista não foi divulgada na agenda do candidato nem na do presidente da República. Ela só foi incluída na agenda de campanha, horas depois de ter sido concedida.

 

Lula culpa Berzoini por contratar "um bando de aloprados". Elizabeth Lopes e Flávio Leonel. Oi Internet, 25 set. 2006, às 13:20, excerto, grifo nosso.

 

Escrito por Moura às 09:29
[ ] [ envie esta mensagem ]

Domingo , 24 de Setembro de 2006


Idiota mundo novo 


Além daquelas comunidades que incentivam o uso de bebidas alcoólicas por motoristas, este mundo novo do Orkut tem muitos outros tipos de sujeira e preconceito.


Veja só. Tem a comunidade “Antijudeu”, a “Eu odeio homossexuais” e até a “Eu odeio velhos em ônibus”.


Todas com milhares de associados.


Outras fazem apologia das drogas, como a “Drogas? Tô fora! Fui buscar!”.

 

 

A morte de Getúlio


Virginia Lane, que foi uma espécie de Cicarelli nos anos 40 e 50, hoje aos 84 anos, deu uma entrevista bombástica ao Canal Funarte (http://www.funarte.gov.br/canalfunarte/).
Ela insiste que teve um caso com Getúlio e que, pasmem, o presidente foi assassinado em seus braços: “Dois homens mascarados invadiram o quarto e um deu um tiro na nuca.” Será?!


Ancelmo Gois. O GLOBO On-line, 24 set. 2006, grifo nosso.

 

Escrito por Moura às 19:01
[ ] [ envie esta mensagem ]



DEIXE SEU COMENTÁRIO


Visitante Número

Google
GRIFO NOSSO

Web

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Homem, de 26 a 35 anos

Histórico

Outros Sites







JORNAIS DE HOJE










Blog do Ancelmo Gois Papo de Pão-duro GRIFO NOSSO - Os recortes do Moura


KR7 Sr. Hype Tiopunk.com GRIFO NOSSO - Os recortes do Moura





eXTReMe Tracker